Projeto Volkan – HQ acessível para deficientes visuais

No dia 30 de abril deste ano, tive a oportunidade de conhecer melhor um projeto pioneiro no Brasil (talvez no mundo também) que irá tornar acessível uma história em quadrinhos para deficientes visuais.

Volkan é um projeto idealizado pelo publicitário Allan Albuquerque e que conta com a colaboração de outros profissionais de ponta como Omar Viñole (arte-finalista), Eduardo Vienna (desenhista), Andre Bdois (ilustrador), Adriano Augusto (desenhista), Nestablo Ramos (desenhista) e contou com a assessoria da desenvolvedora Claudia Souza e do desenvolvedor e especialista em acessibilidade Cassio Santos.
IMG_1437
Durante o evento Quadrinhos para todos, realizado na Gibiteca Henfil (Centro Cultural Vergueiro, SP), os participantes puderam conhecer não só um pouco do enredo de Volkan, como também entender como funciona uma HQ desenvolvida para deficientes visuais.

Os convidados detalharam cada etapa do processo, desde a idealização do projeto e roteiro, até as especificações de material usado na confecção das páginas e os softwares usados na transcrição das páginas para áudio. Como este é um projeto pioneiro, os envolvidos estão na verdade criando os procedimentos que funcionam de uma forma diferente dos softwares normalmente usados para leitura de imagens: cada quadro tem sua descrição gravada em áudio de forma detalhada, incluindo posição, luz, cenário, para que o deficiente visual não perca nenhum trecho da história.IMG_1465

Volkan, se passa no Brasil e traz super-heróis que foram desenvolvidos com a ajuda dos seguidores da página no Facebook através da interação com quem acompanha o projeto. Outras ideias para o roteiro também foram adicionadas, após visitas a escolas e conversas com estudantes que se mostraram muito empolgados com a possibilidade de conhecer heróis cujas aventuras são ambientadas em seu próprio país.

A HQ ainda não está pronta e a ideia inicial era que fosse publicada apenas online, mas a qualidade do material de divulgação é tão incrível que os leitores já estão pedindo que ela seja disponibilizada em forma impressa também.

Em tempos de “selfies”, conhecer um projeto que tenha como principal objetivo a acessibilidade para aqueles que são normalmente excluídos das produções culturais, é realmente animador. Não só pelo projeto em si, mas observando o entrosamento da equipe envolvida é impossível duvidar de que essa é uma ideia inovadora, que tem tudo para dar muito certo.

13095965_587884141390115_8083638710736169688_n (1)
Conversei um pouco com o Allan Albuquerque e espero que fiquem tão animados em acompanhar as aventuras de Dan e seus amigos quanto eu estou.

Como surgiu a ideia de um evento voltado para deficientes visuais?
Eu queria fazer o projeto com uma pegada social. Nos últimos 10 anos percebi que não avançamos quase nada em algumas questões que envolvem acessibilidade e inclusão. Isso me incomoda muito.  Sempre tive o perfil empreendedor e muita vontade de produzir uma HQ. Uni toda a minha experiência profissional na tentativa de desenvolver um projeto socialmente justo, sendo acessível para todos os públicos e todas as classes sociais.

E sobre a HQ Volkan, como foi desenvolvê-la, quais foram as maiores dificuldades?
Volkan é a realização de um sonho antigo, que foi produzir uma história em quadrinho.  O maior desafio é produzir um projeto de qualidade de forma independente, já que eu mesmo financio todo o projeto e procuro fazer da forma mais profissional possível, inclusive remunerando todos os envolvidos.

Existe demanda de HQs para esse público?  Como os deficientes visuais podem se beneficiar com a leitura de HQs?
Quem não enxerga quer ter acesso a tudo assim como uma pessoa sem nenhuma deficiência.  E um direito deles constituído por lei e encaro como uma obrigação nossa fazer com que a arte seja acessível de alguma forma a todas as pessoas.

Referente à organização do evento, quanto tempo demorou, de quando teve a ideia até conseguir marcar uma data?
Minha ideia inicial era fazer um encontro presencial com a galera que acompanha os quadrinhos Volkan nas redes sociais. Fui tentar buscar um espaço físico no centro cultural, apresentei o projeto e a Deise, coordenadora responsável do CCSP gostou muito da idéia e me pediu para mandar uma proposta de um evento maior. Assim eu montei o formato do Quadrinhos para Todos .

Mais fotos podem ser visualizadas em nossa página no Face, no álbum Quadrinhos para todos
E mais informações sobre o projeto nos links abaixo:
http://www.volkan.com.br/index.html
http://quadrinhosparatodos.com.br/

Dani Marino
Dani Marino é pesquisadora de Quadrinhos, integrante do Observatório de Quadrinhos da ECA/USP e da Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial - ASPAS. Formada em Letras, com habilitação Português/Inglês, atualmente cursa o Mestrado em Comunicação na Escola de Artes e Comunicação da USP. Também colabora com outros sites de cultura pop e quadrinhos como o Minas Nerds, Quadro-a-Quadro, entre outros.