A maior heroína americana é uma espiã russa?

Via Torre de Vigilância

Le plus grand super-héros américain… est une espionne russe ! ( A maior super-heroína americana é uma espiã russa!)

Foi com essa chamada que o segundo volume de Red Skin, de Terry Dodson e Xavier Dorison, foi anunciado na França em 2016. A HQ, que se passa na época da guerra fria, tem um roteiro inspirado nos filmes de Tarantino e faz uma paródia às histórias conspiracionistas americanas.

Seu primeiro volume foi lançado nos EUA em 2014 e chega agora no Brasil pela editora Mythos, com pré-venda anunciada na Amazon.

Quem assistiu e gostou do filme Atômica, com Charlize Theron, talvez se interesse por Red Skin, pois a proposta é parecida, com agentes duplos, confusão, explosões e intrigas: Vera Yelnikov é uma agente russa do alto escalão de soldados do Kremlin e chega aos EUA em 1977. Seu objetivo? Se tornar uma verdadeira heroína americana para espalhar propaganda comunista na terra do tio Sam, munida de uma foice e um martelo!

Estamos curiosos!

Dani Marino
Dani Marino é pesquisadora de Quadrinhos, integrante do Observatório de Quadrinhos da ECA/USP e da Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial - ASPAS. Formada em Letras, com habilitação Português/Inglês, atualmente cursa o Mestrado em Comunicação na Escola de Artes e Comunicação da USP. Também colabora com outros sites de cultura pop e quadrinhos como o Minas Nerds, Quadro-a-Quadro, entre outros.